Arquivo para junho de 2012

O que vai acontecer com o MMDS?

Tradicionalmente, o serviço de TV paga é prestado por meios físicos (cabo, fibra) ou via satélite. Em alguns lugares, contudo, houve a tentativa de prestação de TV paga em uma outra parte do espectro, na faixa de 2,5 GHz, mas o serviço (conhecido como MMDS) jamais conseguiu vencer a barreira dos nichos, especialmente em áreas […]

Leilão de 4G revela opção por concentrar o mercado (parte 2)

O governo promoveu recentemte o leilão da faixa de espectro de 2,5 GHz, para a introdução da chamada quarta geração de telefonia celular (4G). O leilão foi dividido em faixas nacionais e faixas menores, equivalentes às áreas de numeração da telefonia (11, 21, 19, 31, etc). Foram disponibilizadas quatro faixas nacionais, duas maiores e duas […]

Leilão de 4G revela opção por concentrar o mercado (parte 1)

Em 2011, o então presidente da Telebrás, Rogério Santanna, solicitou ao Ministério das Comunicações que a faixa de 450 MHz (ideal para áreas com baixa densidade populacional) fosse destinada à estatal brasileira para construção de uma rede “neutra” que pudesse ser disponibilizada para pequenos provedores locais. A solicitação acabou sendo um dos principais motivos para […]

Empresas controladas no registro da Ancine: como era e como ficou

A Ancine acaba de alterar a Instrução Normativa que regulamenta o registro de agentes econômicos na agência. No cerne do debate estava a definição de “controle”, que será fundamental para estabelecer se a Globosat, empresa 100% pertencente às Organizações Globo, é ou não uma “programadora independente”, segundo o disposto na Lei 12.485/2011 (veja aqui). Caso […]

(Cotas da TV paga) O que ainda falta fazer

Uma lida mais atenta na Instrução Normativa 100, da Agência Nacional de Cinema (Ancine), permite verificar que ainda resta um conjunto de questões a serem reguladas pela agência. Vejamos: O artigo 23 prevê a possibilidade de um regulamento posterior que trate do limite de reprises de uma mesma obra, para fins do cumprimento das cotas. […]

(Cotas da TV paga) O “auditório” da lei e os “shows” da regulamentação

A Portaria 342, da Agência Nacional de Cinema, propõe uma tipologia de obras audiovisuais onde é possível encontrar as “obras de variedade ancoradas por apresentador”, que nada mais são do que os típicos “programas de TV”, como Altas Horas e Ana Maria Braga, cuja produção, por ser mais barata do que a dramaturgia e o […]

A farsa das TVAs: você conhece algum assinante?

Em 1988, quando ainda não havia TV paga no Brasil, o governo Sarney editou o Decreto 95.744 (alterado no mesmo ano pelo Decreto 95.815), que criava o Serviço Especial de Televião por Assinatura (TVA – não confundir com a antiga operadora de mesmo nome, do Grupo Abril, posteriormente vendida à Telefonica de España e hoje […]

O cinema sensorial de Hollywood e as séries da TV norte-americana

Atualmente assistimos a uma clara mudança no perfil das séries da TV norte-americana. Ok, continuam por lá as insuportáveis sitcoms, mas aos poucos vai surgindo uma dramaturgia mais madura, com atores consagrados (Dustin Hoffman, Nick Nolte, John Goodman, Glenn Close, Jeromy Irons, Forest Whitaker, entre outros que até alguns anos atrás jamais pensariam em trabalhar […]

Comcel vira Claro na Colômbia; agora só falta o Brasil

A America Movil, empresa de telecomunicações do bilionário mexicano Carlos Slim Helu, atua em oito países da América do Sul (Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai, Chile, Equador, Peru e Colômbia), seis paises da América Central (Costa Rica, El Salvador, Guatemala, Honduras, Nicaragua e Panamá) e dois países do Caribe (Porto Rico e República Dominicana), além do […]