Já tratei em alguns posts nesse blog sobre o enfraquecimento dos grupos de mídia brasileiros. Até mesmo a Globo, o grande grupo brasileiro, tem enormes desafios no seu futuro de médio prazo. Em breve pretendo escrever novo post tentando discutir os motivos que geraram tal enfraquecimento. Mas, adianto que, em grande medida, isso ocorre por erros de gestão e pela incapacidade de desenvolverem um modelo de negócios que os retire da dependência do Estado brasileiro.

Por enquanto, fica o registro do crescimento, no Brasil, do grupo português Ongoing, de propriedade de Nuno Vasconcelos (empresário com fortes ligações com o ex-primeiro ministro português, José Sócrates). Utilizando-se do fato de ser casado com uma brasileira (Maria Alexandra Mascarenhas Vasconcelos), Nuno Vasconcelos comprou o grupo O Dia (jornais O Dia, Meia Hora e Marca e FM O Dia) e criou o diário Brasil Econômico, burlando o impedimento constitucional para grupos estrangeiros terem mais de 30% de empresas brasileiras de comunicação.

Agora, adquire o portal IG.

Vale lembrar que o Ongoing é um dos maiores acionistas da Portugal Telecom que hoje possui cerca de 25% da Oi.