Tim Wu é advogado, professor universitário e destacado militante em defesa da liberdade na Internet, especialmente em relação ao tema da “neutralidade de redes”.

Agora, a Zahar Editora lança seu primeiro livro traduzido para o português: “Império da Comunicação: do telefone à Internet, da AT&T ao Google”. Trata-se de um livro destinado ao público não especializado, com linguagem direta e de fácil leitura.

Wu analisa o surgimento do telefone, do rádio e do cinema nos Estados Unidos, em um período que vai do final do século XIX às três primeiras décadas do século XX. Embora muitas vezes resvale para uma ênfase exagerada na história de grandes vultos, perdendo de vista o contexto sócio-econômico, Wu consegue demonstrar como tais meios de comunicação tiveram, na origem, um funcionamento muito mais livre e plural. De tal forma que fica até difícil para um cidadão dos nossos tempos reconhecer o rádio, o cinema e o telefone de hoje naquelas experiências “anárquicas” do início do século XX.

Wu demonstra, ainda, como invariavelmente todos estes meios de comunicação caminharam para um cenário de oligopolização ou, como no caso da telefonia, de monopólio privado. E isso graças a uma coalização de forças privadas e estatais.

De posse deste argumento, Wu defende a tese de que a Internet está longe de se fixar num padrão estável, Debates como neutralidade de redes e direito autoral podem ser o veículo para um novo processo de oligoplização, que venha a criar uma Internet bem diferente daquela que conhecemos hoje.

O livro de Wu é, então, um valioso instrumento na luta por uma Internet livre, especialmente diante do risco representado pelo grande capital.

Para os interessados, sugiro, também, a leitura de dois outros livros fundamentais para essa linha de raciocínio, embora de leitura mais difícil:

Interconnecting the network of networks

Code: and other laws of cyberspace, version 2.0